Lockout Tagout: significado e como é o procedimento do Programa LoTo

lockout tagout trabalhadores industriais

A Revolução Industrial foi um marco que trouxe um grande salto  tecnológico. E aqui podemos incluir o lockout tagout.

Afinal, em pleno século 21, somos permeados  pela modernidade.

Inclusive, podemos dizer que ela foi um fator crucial para o estabelecimento do novo normal durante a pandemia.

Sem tal revolução, é possível imaginar que o cenário atual seria um tanto quanto obsoleto.

Porém, mesmo diante deste avanço gigantesco, existem consequências.

O setor industrial fornece diversos perigos aos trabalhadores por conta da absurda exposição a fontes de calor e energia.

Por este motivo, o bloqueio e controle dessas fontes durante a manutenção dos equipamentos é indispensável para evitar que colaboradores possam sofrer graves acidentes devido a uma energização acidental.

Neste contexto, o Lockout Tagout atua como uma grade de procedimentos e bloqueios com etiquetas, sendo a melhor solução para a proteção da vida destes funcionários, redução de acidentes, e ainda, para a preservação do meio ambiente e patrimônio.

Mas afinal, qual é o significado e como funciona o procedimento do Lockout Tagout?

É isso que você irá dominar a partir da leitura deste artigo prático e didático.

Confira!

O que é o programa Lockout Tagout (LoTo)?

lockout tagout trabalhador industria

O Lockout Tagout, também conhecido pela sigla “LoTo”, nada mais é do que um programa dinâmico que precisa ser sempre implementado na garantia de segurança e funcionalidade dos bloqueios das fontes de energia dos equipamentos.

A execução das atividades do LoTo consistem em realizar o controle das fontes, através do isolamento e bloqueios dos fusíveis , disjuntores, chaves seccionadoras, dentre outros Dispositivos de Isolamento de Energia, DIE.

Estes dispositivos devem ter seu acesso simplificado, para poder ocorrer a aplicação fácil, correta e segura dos sistemas de bloqueio.

Por isso, o check-list do plano de manutenção periódica contemplará a verificação dos testes de DIE, a fim de assegurar que estejam preparados para o bloqueio acontecer com segurança.

Isso se estabelece como uma obrigatoriedade do Lockout Tagout, a qual iremos abordar em mais detalhes adiante neste texto.

Mas antes, vamos entender o que significa Lockout e Tagout.

Significado / tradução de Lockout e Tagout e relação com as ações do programa

A palavra Lockout, traduzida do Inglês, significa travamento.

Assim, este procedimento seria uma forma de barrar ou impedir o trabalhador de ser exposto a energias nocivas, evitando uma situação de risco.

Seu funcionamento bloqueia o acesso de alguém a uma área restrita sem advertência, ou detém a inicialização de algum equipamento  que não esteja preparado para funcionar naquele momento.

O Lockout também faz o isolamento das energias que podem queimar, prensar, cortar, eletrocutar, enfim, lesar o colaborador.

Os dispositivos de Logout atuam no programa na configuração de restrições, às quais proíbe que alguém remova uma chave sem outro mecanismo de destravamento.

Isso ocorre através das travas de metal ou plástico, grupos de bloqueios mecânicos , cadeados e sistemas de segurança que são protegidos por senha ou leitura corporal.

Já o Tagout, pela tradução do inglês, significa etiqueta.

Por isso, bem como a etiqueta tem a função de sinalizar informações importantes, no Tagout o grande objetivo é informar o trabalhador sobre os perigos aos quais ele pode estar sendo exposto.

Diferente do Lockout, o Tagout não trabalha com restrições físicas em uma trava de segurança, fornecendo então uma falsa sensação de segurança.

Ao invés disso, sua função consiste em dispositivos de aviso, sinais ou pictogramas.

Mesmo assim, essa técnica é essencial para a educação, e para servir de alerta ao trabalhador, complementando o cumprimento das atividades do Lockout.

Além do programa, até mesmo fora do ambiente usual, podemos notar a presença de Tagouts no nosso cotidiano.

Nas sinalizações perigosas que indicam “área perigosa”, “risco de morte” ou o tão usado “Cuidado! Ambiente escorregadio” e as placas em tensões com a especificação de número de volts nos fios, por exemplo.

Conhecendo este conceito, se faz necessário entender qual é o objetivo concreto e a importância desse programa. Veja no tópico a seguir.

Qual é o objetivo e a importância do Lockout Tagout?

lockout tagout responsavel setor

A estratégia Lockout Tagout objetiva garantir de todas as formas o bloqueio em que explicamos no tópico anterior, Lockout, no momento em que uma máquina esteja desligada para a manutenção, reparo ou limpeza, enquanto o trabalhador estiver em operação.

Com isso, o Tagout atua como suporte para cumprir este objetivo, sinalizando os locais de perigo e informando as situações.

Somente assim, o colaborador pode receber a  devida informação e segurança no ambiente industrial.

Afinal, pensando nesse meio, é importante destacar que as máquinas Industriais são designadas a trabalhar em temperaturas muito extremas.

Estando localizadas em locais de fundição, explosivos, envolvendo produtos químicos, e outros potenciais riscos para estes profissionais.

Diante deste trabalho que exige certa severidade, a importância do LoTo é promover segurança a todos os envolvidos, e principalmente, evitar com que aconteçam acidentes graves nesta função.

Já imaginou o que poderia acontecer sem a configuração deste programa?

Com certeza um grande caos seria instaurado.

Por este motivo, uma boa estratégia Lockout Tagout é o coração dos procedimentos em uma Indústria, convertendo suas atribuições em obrigatoriedade.

Obrigatoriedade do Lockout Tagout

lockout tagout industria trabalhadores

O Ministério do Trabalho determinou a obrigatoriedade de sinalizar e bloquear as fontes de energia através dos recursos de Lockout Tagout realizados nos dispositivos de isolamento para levar estes aparelhos a um estado seguro, ou a energia zero.

Este padrão orienta os cuidados empregatícios propícios nos momentos de risco, para que todos os procedimentos estejam seguros.

Sua utilização rotineira solicita treinamento teórico-prático, escolha correta e facilidade nos bloqueios, rigor e responsabilidade ao aceitar ou não os riscos.

Assim, ao usar um procedimento LoTo os funcionários têm como se proteger dos danos causados por energias nocivas, e concomitante, obedecer às regras nacionais e internacionais de segurança do trabalho.

Por isso, os DIE (Dispositivos de Isolamento de Energia) os quais mencionamos anteriormente, tem a obrigação de fazer um “check list” do plano de manutenção periódica, contemplando a verificação de testes dos dispositivos, possibilitando o posicionamento e bloqueio em uma posição segura, como nestes exemplos:

  • As manoplas, disjuntores e prolongadores de chaves seccionadoras necessitam estar funcionando corretamente, fazendo a questão de que a energia elétrica esteja completamente cortada na posição desligada, e que ao bloquear com o cadeado, assegure o impedimento de energização acidental.
  • Os volantes, manoplas e vedação das válvulas devem estar em boas condições, para que na posição fechada parando 100% do fluxo para evitar o reacúmulo de pressão, e fazer o bloqueio com cadeado para impedir liberação acidental de energia.
  • As válvulas de alívio de pressão ou dreno precisam estar sempre em condições estáveis de funcionamento, e desobstruídas para não criar sensação de falsa segurança para o usuário.
  • Os manômetros devem estar indicando precisamente para não confundir com uma constatação de energia zero.

Com o intuito de tudo isso ocorrer, são exigidas normas regulamentadoras que norteiam a prática do programa.

Normas que orientam a aplicação prática do programa LoTo

lockout tagout industria

Neste tópico, vamos abordar como funciona o regimento interno por trás do que vem com essa obrigatoriedade.

Uma ferramenta comum para criar as sistemáticas do bloqueio é o “Processo de Gerenciamento de Mudanças” (M.O.C – Management of Change) que estabelece as diretrizes para a melhor escolha do DIE, que tenham os recursos necessários e guiam a Indústria para caso haja a necessidade de adquirir novos dispositivos.

O M.O.C também determina obrigatoriedade na reciclagem de novas instalações no PCEP, ou mudanças em máquinas, processos e equipamentos.

Outra consideração a se fazer em relação ao PCEP é a identificação dos aparelhos, assim como as válvulas e tubulações de líquidos com cores padronizadas conforme as normas regulamentadoras, válvulas com tag, adesivos com sentido de fluxo, entre outros.

Que normas regulamentadoras são essas? Vamos tirar essa dúvida agora mesmo.

Normas Regulamentadoras

A implementação da LoTo é regida por diversas Normas Regulamentadoras.

As principais são:

    • NR10: Orienta a implementação de sistemas de saúde ou segurança;
    • NR 12: Responsável pela criação de referências técnicas que previnem acidentes elétricos;
  • NR 33: Aos espaços confinados, esta regra explica que estes locais devem ser obrigatoriamente sinalizados com a análise de um especialista.

Ou seja, para que as atividades da indústria estejam em conformidade com as NRs brasileiras, é importante implementar uma estrutura de capacitação e condições físicas adequadas para o uso do Lockout Tagout.

Segundo tudo que já foi dito aqui, a estratégia LoTo acontece de acordo com os regulamentos de segurança no trabalho nacional e internacionalmente.

E como isso pode acontecer de maneira internacional?

Acompanhe.

Occupational Safety and Health Administration (OSHA)

A Sigla OSHA, Occupational Safety and Health Administration, tem validade e rege a segurança do trabalho no âmbito internacional.

Traduzindo essa nomenclatura do inglês para o português, significa Administração de Saúde Ocupacional.

É uma agência do Ministério do Trabalho nos Estados Unidos, após a publicação do Ato de Segurança e Saúde de 1970 desse país, e ficou responsável pela implantação de condições seguras e saudáveis para trabalhadores, através dos padrões de treinamento, divulgação, educação e assistência.

Já que mencionamos padrões de treinamento e educação, conhecendo os conceitos do Lockout Tagout, vamos compreender no tópico posterior como é aplicado o programa.

Como é o procedimento de aplicação do programa LoTo?

lockout tagout engenheiros

A criação de um procedimento de Lockout Tagout demanda a inserção desses componentes:

Planejamento

O primeiro passo do planejamento é dividido em etapas. Isso é tudo que terá de ser pensado:

  1. Propósito, escopo, métodos e regras usadas para controlar o tipo de energia nociva;
  2. Resultado pretendido por meio dos bloqueios e sinalização;
  3. Guia necessário para ligar e desligar os equipamentos;
  4. Etapas de isolamento e controle de energia;
  5. Etapas de posicionamento e remoção da LoTo;
  6. Checklist teste das máquinas para ver se elas estão corretamente bloqueadas.

Lembrando que, tudo que será implantado depende da atividade que os funcionários realizam e o que está na planta da empresa.

A partir disso, não tem como não solicitar uma intervenção técnica com uma pessoa especializada na área de segurança do trabalho, que conheça todas as medidas de instalações e desenergização, que estão descritas no NR10.

Treinamento

Um treinamento teórico-prático fornece a garantia da interpretação das sinalizações e bloqueios.

Para isso, você precisa de pelo menos um técnico.

Ele precisará de um conhecimento avançado em todas as NRs, e deve certificar que todos os funcionários farão os travamentos e sinalizações e participarão devidamente certificados.

Isso porque, como você já sabe, os sistemas de travamento e as etiquetas de sinais são interligados, e dependem um do outro.

Documentação e disponibilização para funcionários

O programa trata-se de algo que exige imensa responsabilidade.

Então, é claro que precisarão de documentos com o registro dos procedimentos adotados, com os bloqueios e sinalização devidamente registrados e disponibilizados para os funcionários que irão atuar nesse setor.

Estes documentos vão ser bastante aproveitados para a equipe que irá realizar a reenergização e manutenção das máquinas.

Para finalizar sua preparação, tire o restante das suas dúvidas abaixo!

Quais os equipamentos mais comumente utilizados no Lockout Tagout?

lockout tagout engenheiro

Os equipamentos e produtos mais comumente utilizados no Lockout Tagout são estes:

  • Cadeados de bloqueio;
  • Produtos personalizados;
  • Garras de bloqueio;
  • Etiquetas e placas;
  • Caixas e estações de bloqueio;
  • Bloqueio elétrico

O que é a chave turnkey em Lockout Tagout?

A Turnkey significa chave giratória no português, e é impossível realizar um Lockout Tagout sem ela.

A chave turnkey está conectada diretamente com os equipamentos do LoTo.

O papel dela é de permitir o destravamento do cadeado, estando na posse do operador responsável pela manutenção, e somente ele poderá liberar esse acesso.

Em outras palavras, isso significa que o operador tem total controle sobre aquilo que deve acontecer, e esse é o motivo pelo qual essa chave é primordial.

Isso em um exemplo da manutenção usando a chave do disjuntor para travar com uma tag e cadeado.

Consultoria, cursos e treinamentos para NR-12 com a Engenharia Adequada

lockout tagout colaborador

Os programas de Lockout Tagout exigem seriedade, comprometimento e responsabilidade.

É vital escolher uma consultoria de alta qualidade, que acabará com as suas indecisões e lhe fornecerá todo o acompanhamento de excelência e trará a segurança “Adequada”.

Essa é a nossa missão.

Dispomos todas as informações detalhadas na adequação do fundamental NR-12, e análises com clareza, objetividade, e de acordo com as suas necessidades.

Na etapa das documentações, fazemos uma apreciação de riscos e a formatação dos melhores manuais de instrução e laudos.

Para que tudo ocorra perfeitamente, você terá acesso a uma consultoria na aplicação da NR-12, contando com o apoio de profissionais experientes e reconhecidos nessa área, que irão formular um plano de ação personalizado, além de te acompanhar em todo o processo de manutenção.

Por fim, promovemos palestras, cursos e treinamentos regulamentados pelo MTE, que ressaltam e ajudam nas operações corretas e seguras das máquinas e equipamentos.

Conclusão

Podemos concluir que apesar destas desvantagens trazidas com a Revolução Industrial e o trabalho com formas de energia são facilmente superadas com a ajuda da tecnologia.

Contudo, isso não significa que é fácil de aplicar tais técnicas que se apresentam fundamentais no nosso cenário atual.

Os procedimentos exigem muita cautela e atenção, além da observação de todas as normas e obrigatoriedades.

Mas não se preocupe!

Você está no lugar certo.

A Adequada tem uma estratégia ideal para o seu negócio.

Se interessou? Aproveite e baixe nosso e-book GRATUITO que contém o método exclusivo que gera a melhor produtividade e lucratividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros posts que você também pode gostar