Inspeção de segurança: como é feita e quais os tipos

inspecao de seguranca trabalhadores discutindo

O tema “Segurança no Trabalho” possui extrema relevância, e nós, da Engenharia Adequada, adoramos ressaltar por aqui. Isso porque, é através desta área que temos a possibilidade de criar e inovar em técnicas que visam a saúde e bem-estar dos colaboradores de uma empresa, o que engloba inspeção de segurança.

E não estamos falando apenas de companhias da indústria, mas de todos os setores. A segurança dos funcionários tem sido pauta frequente, visto que as tomadas de decisões dos técnicos em segurança são parte essencial da produtividade e obtenção dos resultados, e, consequentemente, dos lucros.

E uma etapa que faz toda a diferença nesses processos está relacionada, de forma direta, a Inspeção de Segurança –  uma junção de procedimentos adotados pelas companhias a fim de identificar situações de riscos nos locais de trabalho e fazer a prevenção e correção destes riscos.

Neste post você saberá mais como é feita esta inspeção, seus tipos e responsáveis, além de dicas para sua realização correta. Boa leitura!

O que é uma inspeção de segurança?

inspecao de seguranca fabrica trabalhadores
O que é uma inspeção de segurança?

A chamada Inspeção de segurança trata-se de uma junção de procedimentos adotados pelas companhias a fim de identificar situações de riscos nos locais de trabalho e fazer a prevenção e correção destes riscos.

Sendo assim, ao detectar tais questões de risco, a empresa será capaz de adotar ações preventivas necessárias para a eliminação deles ou a sua redução, de forma significativa. Garantindo, portanto, a segurança de seus funcionários.

Este tipo de inspeção também atende algo que é tão essencial quanto a segurança: o cumprimento de sua política de segurança conforme a legislação trabalhista. Estar “em dia” com esses protocolos evita dores de cabeça no futuro. Como diz o ditado: “é melhor prevenir do que remediar”.

– Qual NR fala sobre inspeção de segurança?

A Norma Regulamentadora 02 (NR-02) foi definida como Norma Geral em 28 de novembro de 2018, pela  Portaria SIT nº 787. Esta Norma Regulamentadora estabelece os procedimentos relacionados à inspeção prévia nas instalações de novos estabelecimentos.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, desde a sua publicação o seu texto foi modificado diversas vezes a fim de se adequar às mudanças do mercado. A primeira alteração ocorreu em março de 1983 por completo, com a publicação da Portaria SSMT nº 06, de 09 de março de 1983; e a segunda, em dezembro desse mesmo ano, com a publicação da Portaria SSMT nº 35, de 28 de dezembro de 1983.

Ainda segundo o MTP, as modificações decorrentes da Portaria SSMT nº 06/1983 permaneceram vigentes até o ano de 2019, quando da publicação da Portaria SEPRT nº 915, de 30 de julho de 2019, revogou por completo a NR-02.

Qual a função da inspeção de segurança?

inspecao de seguranca homem trabalhando
Qual a função da inspeção de segurança?

Inspeções de Segurança são feitas com objetivos claros, sendo o principal o de investigar determinadas atividades, produtos ou ambientes de trabalho a fim de detectar riscos e garantir a prevenção de acidentes dos colaboradores e/ou doenças ocupacionais. Isso porque, é a partir das inspeções que são feitas ações de prevenção contra tais riscos.

Ressaltamos que toda inspeção de segurança traz como base a análise contínua dos funcionários, das operações e processos na empresa.  Destacamos os seguintes propósitos desta inspeção:

  • Identificar possíveis condições de risco de natureza ambiental e ocupacional que possam se manifestar na forma de eventos indesejados;
  • Mitigar os riscos e reduzir consideravelmente o número de acidentes de trabalho, ambientais de e doenças ocupacionais;
  • Reduzir os encargos trabalhistas e previdenciários;
  • Aumentar o interesse dos trabalhadores por questões de segurança, meio ambiente e de saúde no trabalho com a finalidade de deixá-los atentos e elevar a produtividade;
  • Observar e corrigir métodos inadequados de trabalho;
  • Diminuir situações de danos ao patrimônio físico da empresa e ao meio ambiente; Verificar se as medidas preventivas de segurança implementadas estão sendo eficazes.

Quais os benefícios da inspeção de segurança?

inspecao de seguranca homens fabrica
Quais os benefícios da inspeção de segurança?

A inspeção de segurança é um procedimento essencial no que diz respeito aos riscos em um local de trabalho, pois (como já mencionamos) trata-se de uma forma de detectar e prevenir tais problemas futuros.

Proteger a estrutura da empresa, o meio ambiente e garantir a integridade física dos trabalhadores é fundamental não apenas para cumprir medidas legais, mas também para promover uma maior integração da equipe e aumentar a produtividade, e, consequentemente, a lucratividade da companhia.

Considerando que colaboradores seguros e confortáveis com suas atividades são mais produtivos e motivados. Sendo assim, a empresa que não investe em segurança do trabalho perde em qualidade e eficiência da sua equipe.

Como é feita a inspeção de segurança?

inspecao de seguranca trabalhadores controle
Como é feita a inspeção de segurança?

A inspeção de segurança é feita a partir de um planejamento bem definido, com cronograma e delegação de funções – tendo em vista que todos os colaboradores podem contribuir, de alguma forma, para a identificação de situações de risco.

Não há um modelo único de como fazer uma inspeção. O recomendado é que seja feita uma avaliação para que seja decidido, na fase do planejamento, qual a melhor metodologia e quais tecnologias podem auxiliar em tal processo – tais como os checklists digitais, por exemplo.

– Quem são os responsáveis por uma inspeção de segurança?

Os responsáveis pela realização da inspeção de segurança, normalmente, são profissionais das áreas de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional, internos ou externos – contratados para este objetivo.

É dada a eles a missão de investigar os setores da companhia e identificar possíveis riscos relacionados à segurança dos colaboradores a fim de agir através de medidas de prevenção.

Ressaltamos, no entanto, que na falta destes profissionais especializados, a inspeção fica a cargo dos membros eleitos pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA).

– Quando deve ser feita a inspeção de segurança?

Depende do tipo de inspeção escolhida e você verá mais abaixo cada uma delas detalhadamente. A mais comum, porém, é a de rotina ou diária – que, como o nome sugere – deve ser realizada no dia a dia de todos os profissionais da área de segurança e saúde do trabalho e de Meio Ambiente.

– Quais são os itens básicos de um programa de inspeção de segurança?

O checklist pode ser personalizado de acordo com o ambiente que está passando pela inspeção, considerando cada atividade e setor, por exemplo. No entanto, há alguns itens classificados como “básicos” dentro de um programa de inspeção. São eles:

  • Nome da companhia;
  • Data da inspeção;
  • Área avaliada;
  • Validade da verificação;
  • Uso, guarda e conservação dos EPIs;
  • Sinalização de segurança e iluminação;
  • Instalações elétricas;
  • Instalações sanitárias;
  • Alarmes de incêndio.

Demais itens são os que personalizam de acordo com a empresa e atividade. Neste cenário, em uma indústria, podemos ter itens do checklist como máquinas, equipamentos, ferramentas e procedimentos padrões da atividade.

– Etapas de uma inspeção de segurança

Podemos destacar entre as etapas de uma inspeção de segurança:

  1. Identificação de situações de risco conforme o contexto de cada setor da companhia;
  2. Investigação de quais práticas e procedimentos permitiram que essas situações ocorressem;
  3. Lista de equipamentos e projeções de danos (depreciação);
  4. Lista de quais acidentes ou doenças podem ocorrer por essas situações de risco;
  5. Fazer a sugestão de mudanças e medidas de prevenção.

– Checklist de inspeção de segurança do trabalho

O checklist funciona como um roteiro para a inspeção do trabalho, com todos os detalhes de cada uma das etapas a serem seguidas em determinado local. Mas como é na prática?

Na prática, cada etapa é direcionada conforme as ações a serem feitas. Tais ações costumam ser bem detalhadas e atribuídas aos responsáveis pelas funções. Eles recebem instruções e notificações de prazos ao longo do procedimento.

Os responsáveis são os que indicam se a etapa foi concluída e o sistema fica a cargo de acionar as próximas etapas e seus devidos responsáveis.

É desta maneira que todos os envolvidos no procedimento conseguem ver o projeto em andamento, suas atribuições e etapas que ainda faltam serem concluídas.

Tipos de inspeção de segurança

inspecao de seguranca engenheiro trabalhando
Tipos de inspeção de segurança.

As Inspeções de Segurança podem ser divididas em diferentes tipos, dependendo do objetivo de cada uma e isso implica também em suas durações podendo ser diária, com intervalos variáveis, etc. Confira abaixo os tipos existentes de inspeção de segurança!

– Inspeção de rotina

As chamadas inspeções de rotina são as que costumam ser feitas de forma frequente, geralmente, no dia a dia e por colaboradores relacionados à área de Segurança do Trabalho, além de membros da CIPA.

O objetivo da inspeção de rotina é verificar a funcionalidade de máquinas e equipamentos, se os equipamentos de proteção individuais (EPIS) estão sendo usados corretamente, se os procedimentos elaborados seguem um padrão, etc.

– Inspeção Periódica

As inspeções periódicas, diferente da anterior, são feitas em um determinado período, servindo para a identificação de más condições de máquinas e equipamentos como desgaste, depreciação, etc.

Portanto, trata-se de uma inspeção indispensável quando o assunto é manutenção preventiva, sendo muito aplicado na indústria para garantir o bom desempenho de seus equipamentos.

– Inspeção Eventual

Quando falamos em inspeção eventual nos referimos aquela que é feita partindo de algo que aconteceu, algum evento específico. Por este motivo, este tipo de inspeção não tem data e local pré-definidos.

– Inspeção Especial

A chamada inspeção especial costuma ser um tipo de inspeção mais técnica e minuciosa, necessitando do máximo de detalhes possíveis. Isso porque, ela serve para a detecção de riscos em que é preciso o apoio de um profissional capacitado e equipamentos específicos.

– Inspeção Geral

As inspeções gerais são as que envolvem todos os setores da companhia e seus funcionários. Estão entre os participantes desta inspeção: técnicos de segurança do trabalho, médicos, engenheiros, assistentes sociais e outros colaboradores no geral.

Esta inspeção costuma acontecer regularmente e quando não há profissionais especializados, os membros da CIPA devem tomar a frente e realizá-la.

– Inspeção Parcial

Inspeção parcial é aquele tipo de inspeção que só acontece em determinado setor da companhia ou atividade específica, que já vinham apresentando problemas. Por isso, é realizada de forma minuciosa, avaliando cada aspecto desta situação de risco.

– Inspeção Oficial

Chamamos de Inspeção Oficial aquela feita, exclusivamente, por órgão externos – tanto os públicos (oficiais) como o  Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), ou privados, como agências de seguro.

Ressalta-se que quando a inspeção é feita pelo MTE, é porque eles querem avaliar se a empresa está trabalhando em conformidade com a lei. Neste cenário, indicamos que ela esteja em dia com as políticas de segurança.

O auxílio da tecnologia na inspeção de segurança

inspecao de seguranca trabalhadores conversando
O auxílio da tecnologia na inspeção de segurança.

A tecnologia, como já sabemos, é uma forte aliada quando o assunto é a otimização de processos. Por este motivo, os Softwares de segurança do trabalho são uma ótima opção para quem busca praticidade, agilidade e rapidez em uma inspeção de segurança.

Outros benefícios trazidos pelo uso da tecnologia neste setor são:

  • A criação de de rotinas de checagem de segurança: ideal, pois deve-se ter ações bem programadas previamente e processos bem desenhados, além de ajudar a lembrar tais responsáveis por cada função;
  • Garantia de manutenções periódicas: no caso de maquinários, por exemplo, é preciso não só de uma inspeção, mas de manutenções frequentes e os softwares podem auxiliar na organização desta questão;
  • Facilidade nos procedimentos de auditoria: sendo um processo de fiscalização importantíssimo para que os líderes saibam como anda o trabalho de cada funcionário, com um checklist digital – por exemplo – eles passam a ser obrigados a fazer os registros de cada atividade, compartilhando tal informação;
  • Aumento da produtividade: na questão de produtividade, a tecnologia também traz grandes benefícios, visto que ela reduz ou até elimina a necessidade de controles manuais.
  • Padronização de processos: ao usar um software você tem a possibilidade de padronizar um processo, o que garante para todos um fluxo contínuo e sem interrupções no trabalho e ainda maior segurança.

Como vimos, são muitas as vantagens de se aderir à tecnologia e, sendo sincero, eu duvido que nos dias atuais haja uma companhia resistente a ela, não é mesmo?

E mais, quando uma empresa adere ao uso de softwares como o checklist digital, ela demonstra um comprometimento não só com sua própria produção, mas com os colaboradores, garantindo que estes tenham um ambiente harmonioso e adequado para a realização de suas tarefas diárias.

Outro ponto positivo, que já mencionamos por aqui, é que com softwares como este, é possível ter em mãos um cronograma detalhado e cumprir a risca e dentro do prazo a inspeção de segurança.

Desta maneira, vemos o quanto estas ferramentas auxiliam e otimizam a rotina dentro de uma organização, elevando sua segurança e colocando em prática ações de correção dos riscos.

Consultoria e cursos de segurança do trabalho

inspecao de seguranca casal analise
Inspeção de segurança.

Após lermos este artigo percebemos que não é à toa que a Inspeção de Segurança é tão importante, pois garantir a integridade física dos colaboradores de uma companhia é o mínimo para a geração de resultados.

Por este motivo, hoje em dia existem diversos cursos voltados para a área de Saúde e Segurança no Trabalho, além de treinamentos direcionados às Normas Regulamentadoras, dada as circunstâncias.

Tais cursos podem ser encontrados na Internet de instituições educacionais ou até mesmo em sites especializados em cursos online como Udemy, por exemplo. Fazer uma pós-graduação na área é o ideal para quem busca ampliar seus conhecimentos no assunto!

– Conheça os serviços da Engenharia Adequada

Na Engenharia Adequada, por exemplo, promovemos palestras para desmistificação e conscientização a respeito de normas de segurança, em especial, a NR 12, além de destacar a importância da segurança em equipamentos e riscos de não implantação das normas regulamentadoras do MTE.

Além disso, oferecemos cursos de formação sobre as NR`s e suas aplicações, e treinamentos para operação segura de máquinas e equipamentos.

Conclusão

Ao longo deste conteúdo, entendemos que a Inspeção de Segurança trata-se de uma junção de procedimentos adotados pelas companhias a fim de identificar situações de riscos nos locais de trabalho e fazer a prevenção e correção destes riscos.

Sendo assim, ao detectar tais questões de risco, a empresa será capaz de adotar ações preventivas necessárias para a eliminação deles ou a sua redução, de forma significativa. Garantindo, portanto, a segurança de seus funcionários. 

A inspeção de segurança tem diferentes tipos e você pode conferir todos eles aqui, mas ela é feita a partir de um planejamento bem definido, com cronograma e delegação de funções – tendo em vista que todos os colaboradores podem contribuir, de alguma forma, para a identificação de situações de risco. Ou seja, não há um modelo único de como fazer uma inspeção.

A inspeção de segurança, portanto, pode ser considerada como um procedimento essencial no que diz respeito aos riscos em um local de trabalho e a empresa que não investe em segurança do trabalho perde em qualidade e eficiência da sua equipe.

Isso porque, proteger a estrutura da empresa, o meio ambiente e garantir a integridade física dos trabalhadores é fundamental não apenas para cumprir medidas legais, mas também para promover uma maior integração da equipe e aumentar a produtividade, e, consequentemente, a lucratividade da companhia.

E quando o assunto são normas regulamentadoras, a Norma Regulamentadora 02 (NR-02), definida como Norma Geral em 28 de novembro de 2018, pela  Portaria SIT nº 787 é o destaque. Isso porque, é esta Norma Regulamentadora que estabelece os procedimentos relacionados à inspeção prévia nas instalações de novos estabelecimentos.

Gostou de saber mais sobre Inspeção de Segurança e tudo que a ela se aplica? Então não deixe de conferir mais conteúdo em nosso blog e nos seguir nas redes sociais! 

Compartilhe este texto!

Outros posts que você também pode gostar